30.1.06

Chegada

No escuro daquela noite, eu não sabia para onde ir, se rumaria para o Sul, seguindo a direção do rio, ou para o Norte, até que alguém me disse - é para o Norte que você precisa ir, não? Peguei a bicicleta e segui a orientação, mas encontrei mais três caminhos pela frente. Tomei o da direita e fui descendo, até desembocar num jardim e cair sobre um monte de almofadas. Estava ali, era a casa da minha família.
Pensava que houvesse sido uma chegada triunfal, mas as pessoas não fizeram festa alguma.

Nenhum comentário: