23.7.06

Matrix

Quem disse que o mundo dos sonhos é menos real do que este que nós chamamos de "real"? As histórias deste blog nascem dessa mesma pergunta, que roubei do filme Matrix, com a ajuda de uma ilustre fã da trilogia: minha prima Francisca.

Graças a essa reflexão, comecei a me interessar por histórias que viram sonhos que viram histórias. Minha pausa aqui, neste mundo real, é para frisar estas duas concepções de sonho:

Para o psicanalista austríaco Sigmund Freud (1856-1939), o sonho é uma atividade psíquica e demonstra que desejos não realizados na vida real se concretizam na fantasia. "Quem não se lembra de seus sonhos tem seus desejos reprimidos até no insconsciente".

Para o psicanalista suíço Carl Gustav Jung (1875-1961), os sonhos são um produto da psique. Assim como a mente produz o pensamento quando estamos acordados, enquanto dormimos a psique libera o insconsciente para a criação onírica. "Quem se lembra dos sonhos dificilmente fica neurótico".

6 comentários:

msardelich disse...

eu não lembro de lembrar de meus sonhos...

Paulinho disse...

Eu acho que passo tanto tempo sonhando acordado que quando durmo minha mente só quer descansar.

Paulinha disse...

Oi, Beta!
Vivo esquecendo dos meus sonhos... q coisa!
Bom, mas não tenho esquecido de entrar na sua página. Tem sido muito interessante pra mim.
Beijo!
Paulinha

Pau disse...

Ró, gostei muito do seu blog... Já tentei também registrar todos os meus sonhos, mas não tive essa disciplina! Rs...
Este realmente é um material riquíssimo!!!!
Adorei! Fantástico!
Um grande beijo!
Pau

Ana Helena Passos disse...

eu adoro sonhar...
o problema do sonho bom é o acordar
concordo com o paulinho, esses textos são riquissimos:)! beijos!!!

Anônimo disse...

Oi Roberta, tô fazendo o comentário como anônima porque sou leiga neste assunto de blogger e não sei como fazer de outro jeito... mas é sua cunhada mesmo...
Engraçado vc usar o Matrix para falar de sonhos... na verdade a parte que mais gosto é "que pílula vc quer? azul ou vermelha? " afinal ao escolher entrar no mundo inconsciente vc não tem mais como viver sem a consciência da existência dele... Realmente sou mais favorável a colocação do Jung, mais do que a realização dos desejos os sonhos falam de partes da nossa psique... então aproveite essa produção onírica e continue a utilizá-la de forma tão criativa... Vai uma dica... com essa riqueza onírica vc deveria explorá-la numa terapia junguiana... um beijão, continue escrvendo seus sonhos...