9.7.06

Vermeer


Você estava em meu sonho, lá em Delft, onde nasceu Johannes Vermeer. No seu laboratório de ilusões, não via nada além daquela luz artificial à sua frente. Perdia o espetáculo do raio de sol que invadia o quarto, tamanho era seu interesse pelo mundo virtual. Nada podia tocá-lo, nem mesmo a mão quente e suplicante da moça com brincos de pérola.

2 comentários:

Paulinho disse...

O que eu mais gosto nos seus textos é a possibilidade de completá-los, terminá-los e interpretá-los como eu quiser. Estou sempre por aqui. Beijão.

Ana Helena Passos disse...

oi roberta

vi que você voltou a alimentar o blog.. adorei..
gosto muito da sua escrita. Tem uma leveza e uma intimidade com um pensamento só seu, mas que você agora nos deixa compartilhar. o comentário do paulinho diz tudo...
beijos!