22.3.09

Don Quixote de la Mancha

"Resumindo, ele se enterrou tanto em seus livros que passou as noites lendo desde o crepúsculo até a alvorada e os dias desde o amanhecer até o escurecer; e então de pouco dormir e muito ler seu cérebro secou e ele perdeu o juízo. Ele preencheu sua mente com tudo o que lera nos livros com encantamentos, disputas, batalhas, desafios, ferimentos galanteios, amores, tormentos e outros disparates impossíveis; e impregnou tão profundamente sua imaginação com a crença de que todas as coisas imaginárias que lera eram reais, que... decidiu... tornar-se cavaleiro errante e viajar pelo mundo de cavalo e armadura em busca de aventuras."