10.3.11

Diálogo I - Clara e Periguinho

Clara deitada embaixo da árvore, olhando pra cima. Chega Periguinho pra quebrar o silêncio:
- Que cê tem? |:
- Duas orelhas e uma boca... Se o que você tá procurando é conversa [:
- Tranquis, saber por saber... |:
- O mundo é um grande problema matemático. Tô tentando resolver. E você aí, cabeça de vento! [:
- Rá! Crítico. |:
- Sabia que as amígdalas são o centro neuro-endócrino das emoções no cérebro? Arrancaram as suas? [:
- As mina pira... Fui! |:
Periguinho desliza em seu skate =k

[Em breve, incluo a ilustração. Agora é tarde, já não tenho firmeza para riscar linhas retas. Ass: a autora]

Um comentário:

kity online disse...

Sei de Clara e Periguinho, são do meu hábitat. Fazem parte do meu coração e da minha cabeça.

Periguinho, de lupa, caça insetos na grama.
_Que bicho feio! Vó formiga é feita de que?
_ De carne de formiga?
_ Ah, sim! Nada satisfeito com a resposta, continua sua investigação.
_ Vó, formiga tem uma boquinha...
Este menino vai longe...