26.2.12

Aula de Física



Nessa semana, o professor de Física contou tanta coisa legal que tô crazy até agora. Ele falou do micro e do macro universos, sabe?

Se liga: a “Física Quântica” cuida de coisas bem pequenas, como átomos, nêutrons, prótons e afins. Já a "Teoria da Relatividade” cuida de coisas bem grandes, como as galáxias. Os átomos se movimentam em torno do seu núcleo, assim como os planetas em torno do sol. Porém, ainda não se sabe exatamente qual a dança das galáxias.

No começo dos seus estudos, o famoso físico Einstein (esse que aparece na foto com a língua pra fora) achava que o universo era estático. Só que se descobriu que ele está em expansão cada vez mais acelerada. Isso desde o Big Bang, quando o mundo começou (toda a massa que existia explodiu e deu origem ao universo).

Antes, os cientistas imaginavam um universo redondo, como se todas as galáxias estivessem presas à superfície de um balão de gás em enchimento. Se assim fosse, a distância mais longa que poderíamos alcançar seria a nossa própria nuca o.O

Depois surgiu a ideia de que o universo teria a forma de uma cela. Sim, cela de cavalo, com aquela curvatura, pois todos os seus pontos podem ser esticados até o infinito. Imagine uma pessoa puxando o seu braço e a outra, a sua perna - é por aí.

Difícil ter certezas, pois não podemos reproduzir o universo em um laboratório e estudá-lo com uma lupa. É por isso que os astrofísicos ficam olhando pro céu, com todas aquelas lunetas, ou se contentam ao imaginar coisas e fazer cálculos matemáticos para comprovar (ou não) as teorias de outros cientistas.

Meu professor disse que um grande desafio para esses sofridos pesquisadores é conciliar duas forças em suas equações – a que nos faz ficar grudados à Terra (gravidade), e a que faz o universo se expandir. Pois uma coisa deveria anular outra. E assim o cosmo seria estático, como Einstein havia entendido. Mas não é isso que acontece – o universo está se expandindo. Que mágico isso!

Depois desse papo todo, eu perguntei ao professor se os átomos estão se expandindo como as galáxias. E se a gente pode explodir como o Big Bang. A sineta tocou: hora do recreio. A resposta ficou pra próxima aula :S

[Colaboração: Marcelo Sardelich]m, ainda não se sabe exatamente como as galáxias dançam.

Um comentário:

Lígia Aguiar disse...

Você está muito aplicada, Clara! Explicou tudo direitinho. Espero a próxima aula,