10.11.12

Ana Pires lança livro de contos “Tempo de Espera”



Aos 82 anos, a escritora feirense Ana Pires lançou ontem (19/11) seu segundo livro "Tempo de Espera" (Editora Chekidah, 300 exemplares, 152 páginas), no Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana (BA).

A obra reúne mais de 20 contos, que a escritora resume como "uma miscelânea de histórias sobre o cotidiano de gente do povo". Entre eles, estão um pescador, uma prostituta e um presidiário.

Na capa, ilustrada por seu filho Valter Pires, flores repousam em uma janela aberta, como se observassem o movimento da rua. “É um hábito comum em cidades pacatas”, destaca a escritora. E por que “Tempo de Espera”? Se você imaginava uma resposta filosófica, a autora responde de um jeito simples, bem diferente da complexidade dos seus personagens: “Esperei muito por esse livro.”


Ana Pires com os netos Renata e Roni

Ana Pires começou a escrever aos 15 anos e publicou seu primeiro livro, "A Borboleta de Vidro", aos 58. Mas, de lá para cá, sua escrita manteve-se viva em diversas outras publicações. Ela é co-autora do livro de poesias "Na Incerta Certeza do Ser" , que divide com a irmã Sonia Pires. Também participou de obras coletivas, como o "Anuário de Poetas do Brasil" (1982), "Escritores do Brasil" (1983/86) e "Dicionário Crítico das Escritoras Brasileiras" (2002). Além disso, os contos e poesias da autora já foram divulgados em jornais de sete países: França, Portugal, Itália, Hungria, EUA, Colômbia e Uruguai.

Durante toda essa trajetória, Ana Pires ganhou três troféus, cinco medalhas e 25 menções honrosas. Merecidamente [opinião parcialíssima desta jornalista que é sua neta]. Afinal, a artista tem contribuído para o desenvolvimento do campo artístico em sua cidade desde a década de 80, quando organizava eventos no Centro de Cultura Amélio Amorim.

Sempre ativa, "Dona Ana" continuou agitando a vida cultural de Feira de Santana no fim da década de 90, quando escreveu cinco peças e dirigiu um grupo de teatro vinculado ao Ciat - Centro Integrado Atendimento da Terceira Idade. Hoje, é membro da Academia de Letras e Artes de Feira de Santana.

[Resumo: ela é minha musa inspiradora!!]

Nenhum comentário: