24.8.15

Perguntas e respostas

Era um casal curioso. Ele tinha muitas certezas e ela, muitas dúvidas. Por isso se davam tão bem.

Se ela perguntasse qualquer coisa, ele consultava seu computador mental à procura de uma explicação razoável para as dúvidas dela.

- O que são estas manchas?

- Só uma alergia de contato.

- Mas como você sabe?

- Minha intuição.

Ele a tranquilizava com suas respostas tiradas de não sei onde. Ou ele era muito imaginativo, ou muito otimista, ou não se preocupava com nada.

Raramente ele não sabia bem o que responder, mas improvisava:

- Se está fazendo tanto calor, por que não tem uma nuvem no céu? Para onde vai a água que é evaporada?

- Bom, água é um artigo em falta, mas você tem razão, alguma água deveria estar no céu.

E assim filosofavam juntos, enquanto ele dirigia e ela admirava a paisagem.

Mesmo quando era ele quem perguntava primeiro, ela dava um jeito de lançar um porquê no final:

- Seus avós têm quantos anos?

- Na faixa dos 90. Por quê?

- Curiosidade.

-  Eu sei no que você está pensando. Na idade dos seus pais. Quer compará-la com a dos meus avós.

- É, estava pensando nisso...

Ficaram melancólicos. Mas sorriram com a certeza de que teriam a companhia do outro para a vida toda.

Nenhum comentário: